Face à pandemia do coronavírus, a Direcção da Associação de Futebol de Portalegre decidiu implementar o sistema de lay-off simplificado, uma medida extraordinária e temporária, que tem como objectivo a manutenção dos postos de trabalho.

O cancelamento das competições e de toda a actividade desportiva colocou o universo do futebol e do futsal em grandes dificuldades, e a Associação de Futebol de Portalegre, que está a sentir igualmente o impacto financeiro que resulta desta paragem, decidiu, depois de debater a solução com os funcionários, implementar o regime de lay-off simplificado, que terá efeitos imediatos.

“Vivemos um momento delicado, com a grande maioria dos sectores de actividade muito afectados devido à pandemia do Covid-19. Conhecemos e compreendemos as dificuldades dos nossos clubes e parceiros, pois sentimos igualmente a quebra de receitas inerente à falta de actividade. Face a esta realidade, consideramos fundamental recorrer a todos os instrumentos que permitam assegurar a sustentabilidade da nossa Associação. Agradecemos a compreensão dos nossos funcionários e aplaudimos igualmente a postura disponível e solidária manifestada neste momento difícil”, refere a Direcção da Associação de Futebol de Portalegre.